8 brincadeiras para aprender matemática brincando

6 minutos para ler
Powered by Rock Convert

Atividades lúdicas sempre são vivenciadas com intensidade e concentração no universo infantil. Por esse motivo, aprender matemática brincando é uma alternativa que pode trazer ótimos resultados para a relação das crianças com os números.

Com as brincadeiras, a matéria escolar provavelmente deixará de ser considerada chata, as crianças se sentirão desafiadas a aprender mais e as brincadeiras ainda renderão ótimos momentos em família.

Quer saber quais atividades e brinquedos escolher para seu filho? Fizemos, neste post, uma lista bem diversificada de atividades que servem para diferentes idades e podem ser mais simples do que você imaginava. Confira!

1. Aprender formas e porções com massinha de modelar

Muitas marcas e fabricantes de massinha de modelar oferecem kits com formas redondas, retangulares e demais figuras geométricas, mas a brincadeira matemática pode ser feita com outros utensílios, como palitos de picolé, ou até mesmo de forma livre.

Ou seja, a imaginação pode rolar solta e ser misturada a outros conceitos, como o aprendizado de cores para as crianças menores.

Seu uso é interessante pois permite criar diversos elementos e são ótimas ferramentas para o desenvolvimento motor das crianças.

Fazer um quadrado achatado e depois cortá-lo na diagonal, por exemplo, criará dois triângulos que representam duas porções iguais da forma original. Também é possível fazer bolinhas, avaliar quais são maiores e menores e,então, usar tais conclusões para firmar conceitos fundamentais para a primeira infância.

Permitir que a criança conduza esse aprendizado, interaja com as ferramentas e faça seu próprio processo investigativo é muito rico, especialmente quando supervisionado e direcionado por um adulto.

2. Jogar xadrez

Para crianças um pouco maiores, o jogo de xadrez pode exercitar o raciocínio, fazer com que criem antecipações e avaliem as consequências antes de cada jogada.

Esse raciocínio estratégico não só é muito importante para o aprendizado da matemática, mas também para ensinar noções espaciais e algumas contas matemáticas.

O movimento da peça chamada cavalo, por exemplo, são duas casas à frente e uma à esquerda ou direita. Para utilizá-la em uma estratégia, é preciso calcular dentro do tabuleiro quais as possibilidades de movê-la em direção ao objetivo sem que ela fique desprotegida.

3. Brincar de Sudoku

O jogo, principalmente aquele que usa os números como as chaves do enigma, é essencialmente matemático. A ideia é somar linhas e quadrantes sem que os números se repitam. Envolve logística, cálculo, concentração e memória, ou seja, elementos indispensáveis para a compreensão da matemática.

4. Divertir com frutas na hora do lanche

A hora do lanche também pode ser divertida e ajudar no aprendizado da matemática. Cortando bananas, separando uvas do cacho e outras delícias, é possível criar diversas contas de soma e subtração.

Para dar apoio à ideia, uma boa dica é usar a representação numérica em papéis para que as crianças repitam a sentença matemática sugerida com as frutas disponíveis na mesa.

Se João tinha 9 uvas e comeu 5, quantas ficou? Além de render boas risadas e um lanche gostoso, essa brincadeira também facilitará a associação dos números e suas respectivas quantidades.

5. Aprender matemática brincando de dominó

dominó é um dos brinquedos mais antigos e, ainda assim, muito querido pelas crianças. Seu formato tradicional, dividido ao meio e com duas representações numéricas em suas extremidades, permitem uma série de jogos matemáticos.

É possível, por exemplo, sugerir que a criança calcule a diferença entre os valores das peças ou indique qual somatória é maior do que a outra.

Além de exercitar os cálculos, essa brincadeira também fará com que a relação de quantidade seja estimulada.

6. Usar blocos de montar para estudar matemática

Blocos de montar, como o Lego, também podem ser ótimos companheiros no aprendizado de frações.

Ao unir duas peças exatamente iguais, é possível exemplificar que aquela montagem é um objeto inteiro, mas, ao separá-lo, duas metades aparecem.

Na sequência, é possível aprofundar o conceito com outras contagens mais complexas, montando três, quatro ou mais partes iguais.

Misturar diferentes tamanhos, como peças de 8 encaixes e aquelas com apenas 3 encaixes, também pode promover outros raciocínios, como mostrar que um tamanho está contido no outro.

7. Brincar com quadro ou parede de giz

Algumas pessoas, em suas decorações, acabaram adotando paredes que podem ser rabiscadas e depois apagadas. Se esse não é seu caso, os bons e velhos quadros também permitem que várias brincadeiras matemáticas sejam desenvolvidas.

Aí, vale desde brincar de sala de aula até jogar jogo da velha, fazer desafios matemáticos e criar enigmas matemáticos para os mais velhos. A ideia é soltar a imaginação, permitir que a criatividade aflore e, a partir deles, garantir momentos de raciocínio e aprendizado.

É possível criar uma rotina, por exemplo, onde frações, operações matemáticas de soma, divisão, multiplicação e subtração serão apresentadas para as crianças. Desenhar formas e pedir que elas sejam completadas, assim como contar quantos lados cada uma delas possui, também podem garantir o aprendizado de noções de geometria.

8. Utilizar brinquedos culinários

Alguns brinquedos desenvolvidos por fabricantes de qualidade também podem estimular outros aprendizados matemáticos. Aqueles que permitem que a criança faça bolos, sorvetes e barras de cereal verdadeiros são bons exemplos.

Eles indicam as porções necessárias das receitas e o tempo de preparo delas. Mesmo que em alguns casos os resultados não saiam conforme o previsto, também podem servir como ensinamento. Além disso, como envolve a necessidade de comprar ingredientes, questões relacionadas à matemática financeira e economia também podem ser exploradas nessa brincadeira.

É necessário, porém, fazer uma ressalva para todas as brincadeiras de cunho educacional: depois do momento de aprendizagem, é interessante deixar que a criança brinque descompromissadamente.

Outro ponto divertido dos brinquedos culinários é que, além de aprender matemática brincando, as crianças também são convidadas a lerem as receitas, e isso também ajuda no desenvolvimento do letramento. Se seu filho ainda não chegou nessa fase, não tem problema: você pode começar aos poucos, apresentando as vogais, consoantes e também os números.

Quer algumas dicas para isso? Então leia agora mesmo este post que explica como ensinar as vogais para as crianças de forma divertida e didática e comece agora mesmo.

 

Powered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe um comentário