Quer paz em casa? Aprenda como resolver a briga de irmãos

4 minutos para ler
Powered by Rock Convert

 

Chega uma fase no desenvolvimento dos seus filhos que você pode perceber um certo distanciamento e o surgimento da briga de irmãos. O egoísmo com os brinquedos ou com a sua atenção, as competições e discussões podem deixar um clima desagradável em casa.

No entanto, você nem sempre sabe como resolver esses impasses, não é mesmo? Pensando nisso, reunimos dicas valiosas para que você aprenda a lidar com as brigas de irmãos, ao mesmo tempo em que ensinam a resolver os problemas entre eles. Confira”

Compreenda o motivo

A primeira coisa a ser feita para resolver uma briga entre seus filhos é conhecer e entender o motivo da discussão. Veja se é devido a algum brinquedo, a alguma brincadeira que não terminou bem ou se por algum motivo de hierarquia, que normalmente os irmãos mais velhos sentem ter.

Para isso, observe o comportamento de cada um e veja qual deles está mais nervoso. O indicado é que você não venha a intervir, oferecer soluções e nem mesmo colocar cada um em um canto da casa. Jogar a poeira para debaixo do tapete só vai acumular os motivos das brigas de irmãos. Procure apenas entender o motivo do impasse e ver quem está certo e quem está errado.

Não seja o árbitro

Se você apontar quem está certo, quem está errado e direcionar uma punição a um deles, só vai piorar o relacionamento entre seus filhos. Isso poderá gerar mais disputas e competições de quem tem o seu favoritismo, o que é uma atitude muito errada e que pode piorar as brigas.

Além disso, é muito importante que você não faça comparações e nem mesmo aponte falhas no momento das brigas entre os dois, cada um tem sua personalidade e essa atitude pode afetar até mesmo a autoestima do seu filho.

Deixe que resolvam

Com certeza, em uma briga de irmãos, principalmente quando acontece por um motivo sério, deve haver consequências. No entanto, sua função deve ser intermediar e não julgar. Isso será um exercício para que aprendam a chegar a um acordo e a resolver os seus problemas sozinhos.

Por exemplo, em caso de disputas por brinquedos, jogos ou pela televisão, deixe que eles negociem e aprendam a dividir da forma deles. Você pode sugerir algumas soluções, mas não as torne regras. Deixe que eles se resolvam.

Evite gritar

Sabemos que a briga de irmãos pode levar os seus nervos à flor da pele, não é mesmo? Entretanto, é muito importante que você controle o seu tom de voz e evite ao máximo gritar e xingar. Essas atitudes só elevarão o calor do momento e deixarão os seus filhos mais agitados.

Gritar não educa, somente intimida. Além disso, se você se deixar levar pelo calor do momento, o clima de toda a casa pode estar comprometido e gerar brigas entre os pais. Podemos ver esse exemplo na novela Segundo Sol, da Rede Globo. As irmãs Manuela e Rochelle vivem em pé de guerra e isso acaba afastando os pais e deixando um ambiente de baixo-astral e competições sobre quem está certo.

Não permita agressão

Quando você perceber que os ânimos estão muito elevados e que eles estão partindo para a agressão, não hesite em intervir. As brigas com agressões físicas podem tomar consequências graves e afastar ainda mais os seus filhos. Para isso, afaste-os um do outro e deixe claro que esse tipo de atitude não será tolerada.

A briga de irmãos em níveis baixos é considerada normal. Isso acontece pela fase de crescimento, desenvolvimento do egoísmo e do sentimento de hierarquia. No entanto, é preciso educá-los e instruí-los a resolverem sozinhos, exceto em casos de agressões.

O desenvolvimento do seu filho também é influenciado pelo meio em que ele vive. Com tantas inovações e tecnologias, surgiu um novo termo para os jovens. Confira no nosso post o que é a geração z e como lidar com os jovens conectados e saiba mais sobre o assunto.

 

Powered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe um comentário