4 brincadeiras com papel e canetas para fazer em casa!

4 minutos para ler

Que tal se divertir com as crianças sem sair de casa? O mais legal de tudo é que para estimular a criatividade e imaginação na infância às vezes não precisamos de muito. As brincadeiras com papel e canetas, embora sejam muito simples, proporcionam momentos incríveis em grupo.

Esse tipo de interação aproxima os familiares e oferece às crianças a oportunidade de experimentar a arte manual. Quando os pais se juntam aos filhos em brincadeiras que demandam a composição do próprio brinquedo, parte da diversão já está nessa criação.

Além disso, a criança consegue estimular habilidades que muitas vezes não são aproveitadas em jogos de videogames, como a escuta ativa, a argumentação e a ação de compartilhar dos mesmos itens com outras pessoas. Veja as nossas 4 sugestões logo abaixo!

1. Jogo da forca

Dentre todas as brincadeiras com papel e caneta, o jogo da força é a mais popular. Um dos jogadores faz um risquinho em um papel para cada letra de uma palavra. O objetivo dos demais participantes é adivinhar qual é a palavra selecionada. Por exemplo, para a palavra “cachorro”, basta fazer 8 risquinhos lado a lado.

A cada rodada, cada um dos jogadores tem direito a adivinhar uma das letras da palavra. A cada erro, o boneco da força vai ganhando um membro (cabeça, tronco, braços e pernas). Se o boneco tiver todos os membros antes que alguém adivinhe a palavra, os jogadores perdem a rodada.

2. Adedonha

A adedonha, também chamada de “Stop”, é um jogo que testa os conhecimentos gerais e a rapidez de pensar dos jogadores, por isso ela pode ser mais atrativa para crianças acima dos 10 anos.

Para brincar, é simples. Primeiro, os participantes definem juntos as categorias de palavras que vão usar, como objetos, nomes, frutas, verduras e lugares. Feito isso, cada um divide uma folha em branco em colunas para cada categoria. A última coluna é sempre para o “Total de pontos”, em que serão somadas as pontuações de cada rodada.

Depois de escolhida a letra do alfabeto, todos devem preencher as colunas com uma palavra que inicie com a determinada letra. Um dos participantes pode falar “Stop” a qualquer momento, o que deve levar todos a parar de preencher as colunas.

A contabilização é feita da seguinte forma: 5 pontos para palavras repetidas entre os participantes e 10 pontos para palavras diferentes. Ganha a rodada quem contabilizar o número maior depois de somar a pontuação de cada categoria.

3. Jogo da memória

O jogo da memória pode ser feito em casa com papel e caneta, envolvendo a criança na parte de criação do próprio brinquedo. É muito simples, basta pegar uma folha A4 e dividi-la em quadrados com tamanhos iguais. A quantidade de quadrados deve ser um número par para que cada desenho tenha dois quadrados.

Feito isso, basta recortar os quadrados e pintar o verso da folha com uma cor escura para que os participantes não consigam ver o desenho.

4. Desenho cego

A brincadeira do “Desenho cego” é uma maneira simples e criativa de estimular a expressão artística. Com uma folha em branco, a criança pega uma caneta ou lápis e faz rabiscos de olhos fechados. Depois, ela precisa colorir os espaços em branco e dar um nome para o desenho.

Depois de conhecer as principais brincadeiras com papel e caneta, é hora de colocar a diversão em prática! Você já tem tudo para estimular a imaginação dos pequenos com brincadeiras muito simples dentro de casa.

Gostou das dicas? Se você conhece mais pessoas que vão curtir essas sugestões, compartilhe o conteúdo nas suas redes sociais e veja o que elas têm a dizer!

Você também pode gostar

Deixe um comentário