Criança e cachorro: essa combinação dá certo?

4 minutos para ler
Powered by Rock Convert

É comum alguns pais se preocuparem com a relação entre criança e cachorro em casa. Geralmente, a insegurança vem quando os filhos têm pouca idade, por medo de acidentes com os pequenos. Contudo quem teve a companhia de um cachorro na infância, sabe o quanto é prazeroso dividir os momentos com os pets.

Existem muitas raças e tamanhos de cães, inclusive de diferentes idades que aceitam completamente o convívio com crianças. Nesse sentido, também não podemos nos esquecer que a forma de educar tanto o filho como o cachorro também são consideráveis para manter uma relação saudável.

Por isso, veja neste post os detalhes para fazer uma boa combinação, bem como os benefícios envolvidos.

Quando combinar criança e cachorro?

Se os pais já tinham um animal antes da gravidez, não há a necessidade de abandoná-lo por conta do bebê. Procure educar o seu cachorro para que ele entenda que há algo novo. Por exemplo, deixe-o cheirar o enxoval, use uma boneca no colo e permita ele conhecer o bebê na chegada.

Já para os casais com filhos e sem cães, convém esclarecer que a partir dos 5 anos a criança tem melhores condições de conviver com um animal. Nessa idade eles conseguem entender as responsabilidades com a outra vida, como o cuidado com brincadeiras brutas, pois os pets também sentem dor.

O que levar em consideração na hora de adotar um pet?

Em todos os casos, a escolha da raça e do porte do animal é muito importante, pois deve ser um perfil que acompanhe a rotina familiar, bem como o tamanho da casa. Os cães muito pequenos, geralmente, são mais frágeis, mas se adaptam bem em apartamentos. Já os maiores, como o labrador, aguentam o pique das crianças, mas precisam de quintal.

Por isso, avalie a rotina da sua casa e pesquise muito sobre as raças para fazer uma adoção responsável. Os cães de raças não definidas também são grandes amigos das crianças, inteligentes e, normalmente, se adaptam com facilidade às novas situações.

Além de considerar o perfil do animal e o dia a dia da família, considere a personalidade do seu filho, sem esquecer que os adultos são os responsáveis por educar e supervisionar a criança e o cachorro.

Quais os benefícios da relação?

Para as crianças, o convívio com o cachorro traz muitos benefícios, como:

No entanto, para usufruir desses benefícios, é fundamental a família e a criança respeitarem os limites e espaço do cão. Por isso, independentemente da idade do seu filho, dê o exemplo e eduque-o desde o início para cuidar da vida do animal, ter responsabilidade e entender quando o cachorro quiser se acomodar, dormir, comer etc.

Por fim, é imprescindível destacar que os animais não são brinquedos. Para convívio entre criança e cachorro dar certo e ter alegrias, lembre-se de estar sempre por perto, a fim de evitar acidentes. As crianças precisam ser ensinadas para cuidar, proteger e a lidar com os pets. Dessa forma, a combinação será bastante saudável para todas as partes envolvidas.

Agora, conte para a gente nos comentários: como é a relação na sua casa entre criança e cachorro?

Powered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe um comentário