Fase do desfralde: 6 dicas para tornar esse período tranquilo

4 minutos para ler
Powered by Rock Convert

Um dos momentos mais esperados pelos pais no desenvolvimento da criança durante a primeira infância é retirada das fraldas. A fase do desfralde é uma das primeiras manifestações de independência dos pequenos e, para que ela aconteça de forma tranquila, é preciso que o ritmo deles seja respeitado.

Porém, a hora certa de iniciar essa etapa é uma dúvida recorrente. Para identificá-la, é fundamental observar alguns sinais emitidos pela criança, como ser capaz de retirar as roupas de baixo sozinha, demonstrar claro desconforto com as fraldas sujas ou molhadas, exteriorizar por meio de expressões faciais, ações e, até mesmo, fala que está com vontade de fazer suas necessidades fisiológicas.

Ao observar essas manifestações, os pais e tutores já podem começar a estimular as crianças a usarem o banheiro. Porém, é normal que, em alguns casos, sintam-se inseguros quanto ao que fazer para ajudá-las durante esse momento de transição.

Para auxiliar você nessa tarefa, daremos 6 dicas de como apoiar o seu filho na importante fase do desfralde. Veja!

1. Use o utensílio adequado

É muito difícil dizer se o melhor é um penico, troninho ou adaptador para a tábua do vaso, já que cada criança apresenta mais facilidade e sente-se mais segura com um do que com outro. Na verdade, é possível ter todas as opções à disposição. Ou, você pode levar o seu filho junto no momento da compra e observar por qual desses utensílios ele demonstra mais interesse.

2. Comece retirando a fralda diurna

Durante o sono é muito mais difícil perceber a vontade de ir ao banheiro para as crianças. Por isso, é natural que no começo da fase do desfralde, elas ainda façam o famoso xixi na cama. Acordar com as roupas e os lençóis molhados pode se tornar constrangedor e frustrante. Logo, em um primeiro momento, manter a fralda noturna suavizará essa transição. Então, comece retirando apenas a fralda diurna.

3. Inicie no verão

Durante o verão as roupas são mais leves e fáceis de serem retiradas pela própria criança. Por isso, iniciar o processo nessa época do ano a deixará mais à vontade e segura para irem ao banheiro sozinhas. Além disso, caso aconteçam acidentes — como o de não conseguir chegar a tempo —, elas precisarão de mais banhos. No inverno, tal situação será desconfortável por causa das baixas temperaturas.

4. Não brigue quando a criança errar

Um erro comum, causado pela ansiedade e pela inexperiência dos pais — principalmente os de primeira viagem —, é o de repreender a criança, caso ela faça xixi nas calças em algum momento. Porém, é preciso ter em mente que essa atitude a deixará com medo de errar e contribuirá com recaídas com mais frequência. Lembre-se de que ela ainda está aprendendo a reconhecer o que sente.

5. Lembre-a de ir ao banheiro

Por falar em reconhecer a vontade de ir ao banheiro, é necessário ter consciência de que a criança nem sempre terá essa percepção. Por isso, lembrá-la, ao longo do dia, a ajudará a entender o que fazer.

6. Ensine pelo exemplo

Normalmente, a fase do desfralde acontece entre um ano e meio e três aninhos. Nessa idade, é comum que a criança imite o comportamento do adulto. Por isso, levá-la ao banheiro com você, ou ao menos dizer que está indo, fará com que ela faça o mesmo.

Para que essas dicas sejam colocadas em prática, é necessário, ainda, considerar o desenvolvimento e a idade da criança. Se ela ainda não é capaz de ficar sentada sozinha por muito tempo, por exemplo, “forçar a barra” pode se tornar frustrante para todos.

Então, antes de iniciar a fase do desfralde, observe bem as manifestações da criança. Certifique-se de que ela consegue permanecer no vaso ou troninho e está pronta para tomar o passo. Do contrário, você retardará esse momento tão importante para o começo da independência dela.

Gostou das nossas sugestões de como tornar a fase do desfralde mais tranquila? Então, curta a nossa página no Facebook e receba mais conteúdos relativos ao desenvolvimento do seu pequeno!

Powered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe um comentário