Google Family Link: Conheça o aplicativo que permite ficar de olho no que os filhos estão acessando

3 minutos para ler
Powered by Rock Convert

Sem dúvidas a internet é uma ferramenta que traz às crianças inúmeras facilidades e entretenimento, mas pode proporcionar ainda perigos por meio de conteúdos inapropriados para a idade.

Mas o Google tem a solução: o Google family link, uma ferramenta para que você, responsável por seu filho, possa supervisionar o que ele tem ou não acesso. E como funciona? Neste post vamos ver não somente isso, mas também saber tudo o que pode oferecer, desde configurar contas, monitorar conteúdos, entre outras ações. Vamos lá?

O que é o Google family link?

O Google Family link na verdade é um aplicativo criado para que os pais (ou responsáveis) possam monitorar o acesso à internet das crianças com menos de 13 anos (adolescentes mais velhos também podem utilizá-lo, porém eles conseguem desativar a opção: ¨controle dos pais¨).

O Google family link foi elaborado para ser usado tanto em Android como em iPhone. Uma coisa bastante interessante é que o aplicativo possibilita que sejam bloqueados downloads na plataforma Google Play Store, caso os pais achem o conteúdo inconveniente.

Como funciona?

Como já falamos, os pais podem ou não permitir a instalação de jogos e aplicativos, mas além disso outras vantagens de extrema importância são oferecidas. O Google family link consegue definir o tempo de pausa e ainda o momento de dormir. Nesse período o acesso é cortado, possibilitando assim que os pais saibam exatamente a hora que o filho utiliza determinados aplicativos. Os responsáveis podem também escolher a periodicidade de recebimento do relatório, semanal ou mensalmente.

O que é preciso para criar uma conta?

Vale lembrar que os pais que quiserem usar o aplicativo devem criar uma conta no Google family link para o filho, e o celular dele precisa de um Android 7.0 ou acima (embora em alguns modelos 5.0 e 6.0 funcione também). Isso porque a criança deve ter uma conta no próprio aplicativo para que seja supervisionada. Já o celular dos pais pode usar o aplicativo no sistema Android KitKat (4.4) ou superior, em caso de iPhone: o iOS 9 ou mais avançado.

Como configurar os filtros?

Depois do perfil feito na plataforma do aplicativo, podem então ser selecionadas as configurações desejadas. Basta tocar no perfil de seu filho no aplicativo Google family link, clicando em gerenciar configurações, decidindo quais filtros serão aplicados, bem como o que ele pode acessar. Há ainda seções direcionadas a Google Play, aplicativos Android, Google assistente, localização, pesquisa Google, Google Chrome, entre outras.

Também dentro da categoria de filtragem, se você tocar em ¨Filtros para Google Chrome¨, encontrará a opção de bloquear até mesmo sites que considere impróprios, como os de violência e sexualidade explícitas. Além disso, essa alternativa permite ainda que seu filho tenha que solicitar acesso a determinados sites.

Mesmo com toda a tecnologia disponível, também sempre vale uma boa orientação dos pais aos filhos, dando instruções como não compartilhar a escola que estuda nem endereços nas redes sociais e salientar para que eles não acreditem em tudo o que encontram na internet.

E então, gostou deste post? Compartilhe-o nas suas redes sociais e ajude mais pais a conhecer o Google family link.

Powered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe um comentário